Na coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça-feira (19), que marcou as primeiras pessoas vacinados em Belém e Ananindeua, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), anunciou que, após o evento, irá para Marabá, de onde partirá para Bom Jesus do Tocantins, onde irá vacinar a primeira indígena: uma idosa, de 105 anos, da aldeia Gavião Kyikatêjê.

Na segunda-feira (18), o governador anunciou que 48.680 vacinas foram adicionadas ao quantitativo de vacinas, que serão são destinadas exclusivamente à população indígena.

“Nós seguiremos logo em seguida a este ato para o município de Marabá, onde faremos, particularmente na aldeia Kyikatêjê, no município de Bom Jesus do Tocantins, ao lado de Marabá, a primeira vacinação em uma aldeia indígena. Teremos a oportunidade de levar a vacina, iniciando esse grupo de atendimento, com uma senhora de 105 anos aldeada na Kyikatêjê”, disse o governador.

A aldeia Gavião Kyikatêjê está localizada na Reserva Indígena Mãe Maria, no quilômetro 25 da BR-222, no município de Bom Jesus do Tocantins, no sudeste do Estado.

Ainda nesta terça, adiantou Helder, o governo vai vacinar o primeiro idoso que vive em asilo. A ação será realizada em Santarém, no Baixo-Amazonas. “Estaremos indo até Santarém onde faremos a primeira vacinação em um asilo do nosso Estado, para ali também termos a oportunidade de iniciar a vacinação nos idosos que estiverem sob os cuidados institucionais”, completou.

 

 

Fonte: O Liberal
Foto: Igor Mota/ O Libera