O Sindicato de Artistas e Técnicos de São Paulo (Sated-SP) entrou com representação na Justiça contra a Record nesta semana. A organização denunciou que o canal vem desrespeitando os protocolos de segurança contra a Covid-19 durante as gravações de Gênesis, a novela da emissora, gerando riscos para os artistas que trabalham na produção bíblica. O canal retomou as filmagens da trama desde a última segunda-feira (12).

Segundo o sindicato, a chance de proliferação da doença é maior, já que a Record não seguiu com a paralisação das gravações do folhetim, por causa do crescente número de casos de contaminação nas últimas semanas, o pior índice desde o início da pandemia.

“O Sated-SP entrou com representação contra a TV Record no Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro denunciando desrespeito às normas sanitárias e risco a saúde pública e dos trabalhadores por conta da não paralisação da gravação da novela “, afirmou o sindicato em seu perfil nas redes sociais.  Procurada pela reportagem, a emissora não se manifestou sobre a denúncia do  Sindicato dos Artistas. Caso se posicione, a matéria será atualizada.

Fonte: UOL
Foto: Divulgação