Max Verstappen se envolveu em mais um incidente com Lewis Hamilton: os rivais pelo título de 2021 da Fórmula 1 colidiram na Curva 2 de Monza durante o GP da Itália deste domingo (12). Ambos já haviam colidido em Silverstone, quando brigavam pela liderança, e o holandês levou a pior na época. Dessa vez, os dois abandonaram.

Segundo o piloto da Red Bull, não houve qualquer espaço para evitar a batida, mas ele descartou uma nova “guerra” de bastidores e reiterou que lances do tipo não são raros na categoria.

“Eu tive que ir para a parte verde para não tocar e dei a volta por fora”, disse Verstappen. “Lewis percebeu que eu estava indo para lá e continuou me apertando. As pessoas automaticamente vão falar sobre Silverstone, mas essas coisas acontecem. Claro, não foi legal na época, mas somos todos profissionais o suficiente para seguir em frente e continuar competindo uns contra os outros.”

“Não esperava que ele continuasse apertando, apertando e apertando, porque nem precisava. Mesmo se tivesse me deixado apenas com a largura de um carro, teríamos disputas fora da Curva 2 de qualquer maneira. E eu acho que ele provavelmente ainda estaria na frente, mas seguiu me empurrando cada vez mais longe. A certa altura, não havia para onde ir.”

Apesar das discordâncias sobre a atitude de Hamilton no acidente, ele garante que conversará com o rival: “Claro que irei. Foi muito lamentável o que aconteceu hoje, ninguém gosta de ver isso, mas novamente, acho que somos profissionais o suficiente para passar por cima e seguir em frente.”

Fonte: UOL
Foto: Motorsport