Nove vezes campeão do Australian Open, o tenista número 1 do mundo, Novak Djokovic, teve seu visto cancelado pela segunda vez, colocando sérias dúvidas sua participação no Aberto da Austrália. O anúncio foi feito nesta sexta-feira pelo ministro da imigração australiana, Alex Hawke, que afirmou ainda estar buscando imediatamente deportar a estrela do tênis.

– Hoje eu exerci meu poder sob a seção 133C(3) da Lei de Migração para cancelar o visto detido pelo senhor Novak Djokovic por motivos de saúde e ordem, com base no interesse público de fazê-lo – destacou trecho do anúncio.

Os advogados de Djokovic apelaram da decisão considerada por eles “patentemente irracional”. O tenista não vai ser detido como na primeira vez em que seu visto foi cancelado, na chegada à Austrália. Ele vai ser interrogado novamente pelos oficiais de imigração no sábado e tem uma audiência no domingo que vai julgar seu recurso e definir sobre a deportação ou não.

O ministro da imigração afirmou ainda que ao tomar esta decisão, considerou cuidadosamente as informações fornecidas pelo Departamento de Assuntos Internos do país, pela Força de Fronteira Australiana e pelo tenista.

Ministro da Imigração da Austrália, Alex Hawke, cancela visto de Djokovic — Foto: Reprodução
Ministro da Imigração da Austrália, Alex Hawke, cancela visto de Djokovic — Foto: Reprodução

Ainda nesta sexta-feira, o primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, afirmou que o cancelamento do visto de Novak Djokovic foi “de interesse público” e que os australianos têm o direito de esperar que seus “muitos sacrifícios” durante a pandemia sejam protegidos.

– Os australianos fizeram muitos sacrifícios durante esta pandemia e esperam que o resultado desses sacrifícios seja protegido – disse Morrison em comunicado.

Primeiro Ministro da Austrália divulga pronunciamento sobre caso Djokovic — Foto: Reprodução
Primeiro Ministro da Austrália divulga pronunciamento sobre caso Djokovic — Foto: Reprodução

Vale destacar que na última quarta-feira, o sérvio admitiu não ter cumprido isolamento após testar positivo para a Covid e que houve um erro no preenchimento do formulário apresentado na imigração. Além disso, a revista alemã Der Spiegel levantou suspeitas sobre os exames do tenista.

 

Fonte: g1.com
Foto: Giampiero Sposito/Getty Images